(22) 2645-6533 / 99209-5041
Escoliose
03
2015
Por admin -   em Fisioterapia -   Nenhum comentário

Para entendermos melhor sobre nossa coluna, devemos saber que, a coluna vertebral é dividida em quatro regiões, coluna cervical (pescoço), coluna torácica (costas), coluna lombar (atrás do umbigo) e coluna sacrococcigea (pelve). Estas regiões possuem curvaturas fisiológicas normais no plano transversal (horizontal) como a lordose na coluna cervical e lombar e a curvatura de cifose na coluna torácica e sacrococcígea. Através de uma avaliação postural pode-se verificar nestas curvaturas anormalidades como uma hipercifose, hiperlordose ou retificação.

Na escoliose há um desvio lateral anormal da coluna vertebral para direita ou esquerda no plano axial (vertical) e dependendo do caso para direita em uma das regiões e para esquerda em outra região da coluna chamando-se de escoliose em “S”. A escoliose primária ou idiopática ocorre quando sua origem é desconhecida e os sintomas na maioria são assintomáticos. Outros tipos de escoliose são a congênita onde há uma má formação da coluna, e a paralítica como consequência da paralisia cerebral e mielomeningocele e distrofias musculares.

Pessoas com escoliose na maioria das vezes só percebem ter quando sentem dores de leve a intensa. Então procuram um diagnóstico mais preciso através de uma avaliação postural e radiográfica panorâmica da coluna onde observa-se a deformidade e o grau da curvatura. Outros exames como ressonância nuclear magnética e tomografia computadorizada podem verificar acometimento neurológico quando há sinais de dor neural.

O tratamento varia conforme o tipo de escoliose, o grau da curvatura e a idade. Dependendo dessas variáveis como deformidades até 20 graus recomenda-se reeducação postural global, alongamentos. Para 20 até 45 graus devem-se utilizar coletes para correção do alinhamento  e em casos acima de 45 graus e escolioses congênitas, com comprometimentos mais graves pode-se pensar em cirurgias corretivas.

Este tema gera muitas controvérsias na área da saúde, alguns especialistas dizem que a escoliose não pode ser evitada, outros defendem a prática de reeducação postural global e exercícios de alongamento, como o Pilates, como forma de prevenção e melhoras no prognóstico.

Sobretudo, a prevenção ainda é o melhor caminho para muitos dos problemas da nossa coluna então, algumas sugestões são necessárias principalmente na fase de crescimento:

  • Mochilas devem ser apoiadas nos dois ombros e essas não podem ultrapassar 10% do seu peso corporal,
  • Nunca carregue pesos acima de 20% de seu peso corporal e sempre flexione um pouco os joelhos quando essa ação for necessária,
  • Mantenha uma postura correta ao sentar e ao dormir, mantendo as curvaturas fisiológicas alinhadas,
  • Melhore seus hábitos posturais, evitando vícios de posicionamento ao trabalhar, ao estudar, ao dormir e ao caminhar.
  • Não fique por muito tempo na mesma posição, levante, alongue, respire profundamente e sinta a diferença,
  • Mantenha a prática de atividades físicas, sem excessos.

 

“CUIDE MUITE BEM DE SUA COLUNA,  ELA É O EIXO DE SUPORTE DO SEU CORPO QUE NOS DÁ MAIOR AMPLITUDE DO MOVIMENTO E  A PRECISÃO DA MOBILIDADE ADQUIRIDA”.

Dra: Josete Lutkus – Crefito2:130.646 F

Para enviar um depoimento: ou

  • Cadastre-se
  • © 2018 Todos os Direitos Reservados - Equilibrium Cabo Frio